Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009
Uma Grande História

 

 

Seven Pounds, Sete Vidas foi a tradução escolhida para a língua portuguesa. Um filme que retrata uma bela e triste história, cheia de amores e desamores, preenchida pela força e coragem do ser humano, tanto como é pintada de medo e culpabilidade. O tubarão da mente humana leva-nos a percorrer o alto mar, a ponta do iceberg, mergulhando-nos no enorme peso que o é a sociedade que nos envolve. Um lapso artificial, um erro cometido por quase todos nós, pode afogar um homem, fazendo-o correr em busca de uma só felicidade, a felicidade de outros, porque diz-se e pensa-se ser o ladrão da felicidade e da ruptura da de alguns.

O desenrolar desta fita cinematográfica faz pensar o quanto a cadeia da emoção é a mais perigosa de todas, onde geralmente se encontra um segundo significado, aquele que pode ser lido nas entrelinhas se houver um alguém despido da falta de tempo para ajudar a desenterrar os problemas de um outro que precisa. Mas apesar de se contemplarem, por um lado a culpa e por outro a vontade enorme de viver, o pólo "negativo", ou então o do altruísmo, o da compensação, torna-se mais forte e então há algo que continua a ter que ser  minimizado,  como que de indulgências se tratasse. A culpa de uma pessoa que não teve intenção de magoar acaba por dar vidas a quem não teve também intenção de deixar de viver tão cedo ou por e simplesmente, de viver daquela forma.

Principalmente duas coisas se mantiveram permanentes, que irão acompanhar o percurso normal e gradual do envelhecimento do que deu a sua culpa pela culpa dos outros, ambas inexistentes e sem fundamento lógico e racional apenas sentimental, ... o coração e os olhos, órgãos essenciais para a vida, aqueles que associamos sem pensar aos sentimentos, coração que sente, que palpita forte sempre que verdadeiramente ama, e os olhos sendo os espelhos desse amor.

 

Um dos melhores filmes que já vi. Recomendo. Sete vidas.

 

E cada vez mais acredito que, quando alguém morre não interrompe a vida, não parte, mas brilha cada vez mais na sua existência.

 


Hoje sinto-me::
Palavras-Chave: , , , ,


A Mel e o seu Mel
Ideias que desabrocham

Uma Grande História

A Minha Doce Gaveta

Janeiro 2011

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


Palavras-Chave

todas as tags

Doce Pesquisa!
 
blogs SAPO
subscrever feeds